Mais Populares

2 de junho de 2010

Era uma Vez a Microsoft - Parte 2

Eu já tinha escrito anteriormente sobre o que vai acontecer com a Microsoft, e agora, neste mês, vimos a venda de 2 milhões de iPads da Apple, tornando-a a nova líder no setor de Informática baseado em dispositivos portáteis, ultrapassando a grande rival Microsoft.


Eu já disse, a Microsoft com esta visão estratégica de tirar o Windows XP das prateleiras, e forçar usuários ao uso do Ruindows Seven (Windows 7) que trava até o ponteiro do mouse com poucas atividades em processo, tem feito o Mac OS X crescer não só na plataforma Apple, mas também, na plataforma PC.

Linux atualmente está ficando cada vez melhor, caso do Ubuntu, que pode baixar pacotes diretamente de um programa no menu, para rodar vídeos com codec do qual nem o Windows imaginaria. Apesar do Ubuntu ser voltado ao usuário residencial, a grande vantagem é que é muito mais seguro, referindo-se aos vírus que recebemos diariamente na plataforma Ruindows. Se a Microsoft não mudar, e não fizer a porcaria de seu coldmail (Hotmail) um poderoso sistema de e-mails que evitam mensagens de vírus (como o Gmail ou o Yahoo!, ou até o simpático Anti-Spam do UOL, que pede confirmação para a mensagem que recebeu), a Microsoft terá que ter um sistema para conseguir tentar pelo menos ter lucro, em áreas fora de desktop, como o caso dos iPhones e do Nexus One, o celular do Google (Atualmente, a Microsoft não tem nada nesta área, além do ridículo Windows Mobile 7, o Windows Phone, ou o Zune, mal conhecido pela sua fraca divulgação).

É Microsoft, veremos o seu fim agora? Cadê o Bill Gates? Não é o esperto suficiente? Quem vai comprar licença Windows, Microsoft? Usuários residenciais estão migrando para Apple ou Linux, ou então coloca Windows pirata mesmo, e aceita ficar recebendo mensagem de ativação a todo instante, e tendo a máquina travada todo o segundo, e empresas estão migrando tudo para soluções Java. E se é que você é tola o suficiente, Java é multi-plataforma, o que eles querem, é rodar aplicações tanto em Linux, Macintosh, ou Windows, é claro, com foco em plataforma não proprietária, como Linux, ou de ponta, como o Macintosh.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e curta Tutorial TI no facebook!