Mais Populares

27 de fevereiro de 2015

Dicas para seguir os padrões W3C e fazer seu site funcionar em qualquer navegador

Todos os desenvolvedores de um site visam desenvolver algo que funcione em qualquer navegador, mas nem sempre isto ocorre.

Por isto, existe um órgão responsável em determinar atualmente novos padrões para a Web, e atualmente, segui-los é a melhor forma de garantir que seu website não tenha erros de HTML e que venha continuar funcionando no futuro.

O padrão HTML5 ainda está sendo estabelecido, mas o que entra em seu escopo principal, dificilmente será alterado à não ser que haja alguma grande revisão ou algum grande erro ocorrido.

Veremos à seguir, dicas essenciais para que seu site seja validado no W3C e garanta sua renderização na maioria dos navegadores de forma correta:
21 de fevereiro de 2015

Análise de Fraudes nas Organizações


O risco é certo: se você não pensar em fazer algo para deter ou prevenir ações de fraudes em sua empresa, você corre um grande risco de que uma fraude seja causada.

Nenhum fraudador quer ser pego fazendo uma grande fraude, mas sempre pode ocorrer de vários indivíduos fazerem pequenas fraudes para não ser visto, e isto pode acabar consumindo com os recursos da empresa, levando ela até a falência.

5 de fevereiro de 2015

Concatenar automaticamente um arquivo JavaScript ou CSS com recurso nativo do Google Chrome

Se você se deparou com um código HTML, JavaScript e/ou CSS que estão sem concatenação, estilo "min" ou "minified", você pode rapidamente visualizar seu conteúdo totalmente concatenado e organizado através de um recurso nativo do Google Chrome.

Você precisa entrar no modo desenvolvedor para acessar o recurso e não precisa de nenhum plug-in no navegador.


Veja este exemplo:

O que é Cross Apply - SQL Server

No SQL Server, você pode fazer um INNER JOIN para juntar em uma consulta resultado de várias tabelas. Entretanto ao consultar uma outra tabela com muitos
resultados, a consulta pode demorar muito tempo.

Com isto, no SQL Server, há o comando CROSS APPLY, onde você pode inserir uma query personalizada para realizar a consulta.

Veja o exemplo à seguir: