Mais Populares

27 de julho de 2014

O que é gravação perpendicular em discos rígidos?


Já comentei sobre este assunto em outro tutorial mas como o assunto é bem interessante para curiosos, decidi focar este item em uma nova postagem.


Um disco rígido moderno utiliza o tipo de gravação perpendicular, mas exatamente o que vem a ser isto?

Há muito tempo atrás, os discos rígidos usavam o método longitudinal, onde os setores no disco são dispostos em seu estado deitado permitindo a fácil conversão de sua polarização.



Este método foi desenvolvido pois a única forma de conseguir magnetizar um ferrito de ferro era magnetizando o polo norte e o sul ao mesmo tempo.

Veja o exemplo à seguir de como era antes e o novo formato:


No primeiro caso, o braço alcançava ambos os lados, porém o espaço era comprometido pois todos os setores precisavam ficar deitados.

No segundo exemplo, estudaram e tiveram sucesso com um método de enviar o pólo negativo sobre vários setores ao mesmo tempo, alcançando a parte inferior dos setores do disco. 

O sinal do pólo negativo é bem mais fraco porém amplo, ao ponto de não danificar outros setores ao passar por sobre eles, alcançando a camada abaixo. 

Os setores modificados são aqueles que contém a ligação magnética completa, ou seja, receber apenas um dos sinais, pelos estudos realizados, não altera o estado magnético e por isto conseguiram reduzir o espaço de alocação dos setores e aumentar a quantidade de dados por área gravada.

Novos estudos querem reduzir a área de distância entre os setores ainda mais, mesmo que o braço não seja tão pequeno como o setor, ou seja, a magnetização poderia ocorrer em alguma intensidade em setores próximos, mas com auxílio de mecanismos de correção de erro, o disco poderia verificar e recuperar dados perdidos de forma transparente ao usuário.

É notório que a gravação perpendicular é tido como caso de especulação de que os discos estão mais sensíveis à perda dos dados e deterioração excessiva de todos os setores, mas as empresas tem procurado criar mecanismos de segurança e controles de correção de erros cada vez mais eficientes para garantir integridade dos dados e máximo armazenamento de dados em menores áreas. 






Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e curta Tutorial TI no facebook!