Mais Populares

11 de março de 2015

Mídia de 1 Petabyte - enfim chegou


Em 2008, cientisdas da Universidade de Swinburne, na Austrália, começaram um projeto com previsão de 5 anos e um projeto avaliado com custo de US$ 1 milhão de dólares, e, um pouco atrasados, mas finalmente eles conseguiram.


Eles utilizaram uma mídia de DVD comum de 4,7 gigabytes de capacidade, e conseguiram armazenar 1000 terabytes de dados (ou 976.562 GB de dados) apenas trabalhando contra leis estabelecidas da física com relação aos feixes de luz.
O Doutor Zongsong Gan, responsável pelo projeto, recebeu um prêmio da Victoria Fellowship, que incentivou a continuação da pesquisa.


Sua equipe conseguiu comprimir os dados trabalhando apenas com melhorias com relação ao feixe de luz do laser. Por convenção, era estabelecido que um feixe de luz não poderia ser menor que 500 nanômetros, conhecido por "limite de difração de luz", mas buscaram quebrar esta barreira.

A técnica consiste em emitir um laser vermelho envolvido com outro em seu redor de cor roxo, bloqueando a ação de gravação para seus elementos ao redor, e isto garantiu gravar os dados com distâncias de 9 nanômetros.


Feixe de Laser vermelho envolvido com Roxo para bloquear ação de gravação nos setores próximos.

Fontes de Referência do caso:
Revista Abril, 2014: http://info.abril.com.br/noticias/ti/2014/10/pesquisador-consegue-armazenar-1-000-tb-num-dvd-comum.shtml
Guia do PC, 2009: http://www.guiadopc.com.br/noticias/1027/mdia-de-1-petabyte-blu-ray-coisa-do-passado.html
Folha UOL, 2008: http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u390041.shtml

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário abaixo e curta Tutorial TI no facebook!